A Catedral de Santa Maria Coronada

Alojamento

Destinohttps://gibraltar.costasur.com/pt/index.html

Destino

Temos o guia mais detalhado do teu destino, pelo que se procuras informação, encontraste a melhor fonte...

Autocarroshttps://gibraltar.costasur.com/pt/horarios-dos-autocarros.html

Autocarros

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Carroshttps://gibraltar.costasur.com/pt/alugar-carro-rent-a-car.html

Carros

Desmistificando: alugar um carro não é caro. Decobre o preço a que pode sair durante as tuas férias com a Costasur.

Alugar

Comboioshttp://trenes.rumbo.es/msr/route/searching.do

Comboios

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Vooshttp://vuelos.rumbo.es/vg1/searching.do

Voos

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

A catedral era originalmente uma mesquita tão detalhada quanto a de Córdoba em Espanha.

A Catedral de Santa Maria foi construída no local exactamente no sitio onde existia essa mesquita luxuosamente decorada.
Após a expulsão dos mouros por parte dos cristãos em 1492, a mesquita foi usada como igreja para os reis católicos Fernando e Isabel, que decretaram que a mesquita deveria ser despojada de seu passado islâmico. Eles doaram os sinos e uma torre do relógio, que permanece até aos dias de hoje. O Brasão real foi colocado no quintal, onde tambem nos dias de hoje pode ser visto.

O pátio tinha uma extensão quatro vezes maior do seu tamanho actual e albergava uma plantação de laranjas rodeada por claustros.
A igreja foi ampliada para onde hoje é a Avenida Central e durante o Grande Cerco de Gibraltar (1779-1783), sofreu enormes danos.

Em 1790, o governador Boyd, ofereceu a sua ajuda em troca de um terço do terreno em que o edifício se localizava. Deu permissão para desviar a avenida principal. Então os gibraltinos, agradecidos puderam mais uma vez usufruir da sua igreja.

Nesses dias, apenas os bispos foram privilegiados com os suas sepulturas no interior da catedral, na cripta abaixo da estátua de Nossa Senhora. Mas até 1800, qualquer pessoa que morresse em Gibraltar tinha o direito de ser enterrado sob o piso da Catedral.

Alguns sacristãos lucravam bastante com um pequeno negócio que mais tarde viria a ser descoberto. Tal era o privilégio de se ser enterrado na terra santa, que as pessoas de fora da cidade realizavam subornos. Pessoas sem escrúpulos exumariam cadáveres recentemente enterrados e os queimavam em cal para obterem espaço para seus clientes.

Outros sítios e alternativas Costasur

Outras páginas deste destino